21 de fevereiro de 2015

Resenha - Banda: Morfolk - Álbum: ...Until the Death (2014)

Resenha por: Renato Sanson


De uma forma brutal e visceral o Morfolk coloca no mercado seu terceiro disco, sob o nome de “...Until the Death”.

São 25 anos de carreira em nome do Death Metal, e pense em brutalidade, pois o que os caras apresentam não é pra qualquer um, é feito por gente que entende do assunto.

Soando ainda mais rápido e agressivo o Morfolk traz nesse novo petardo toda a experiência que carrega nesses anos todos dedicado ao Metal da morte, trazendo um prato cheio aos deathbangers de plantão.

Uma produção cristalina, mas não moderna, soando na medida certa, dando a tona aos riffs cavernosos e pulsantes que saltam aos ouvidos como em “Shadows of Fear” ou “Bloodlust”.

E também pela cozinha extremamente competente formada por Ryan Roskowinski (baixo) e Daniel Sanchez (bateria), que de fato não economizam e transbordam peso e violência, basta ouvir “W.W.W. (World Wide War)” e comprovar.


Mas não poderia deixar de citar o berrador Walter Pitucha, e sua grande performance nas faixas “Desordem” e “Alienação” (sim ambas cantadas em português!), urros e mais urros, assim como a boa enxurrada de riffs criada pela dupla Reinaldo e Roberto.

A parte gráfica do trabalho que ficou a cargo do artista Daniel Sanchez (que também é baterista da banda), transborda toda fúria e destruição sonora que encontraremos ao apertar o play.

Não há duvidas sobre a consolidação do nome do Morfolk entre os grandes destaques do Death Metal nacional. Ouça sem moderação e veja como as bandas nacionais não devem nada para as gringas.



0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More