24 de março de 2015

Resenha - Banda: Blackning - Álbum: Order of Chaos (2015)

Resenha por: Renato Sanson


Geralmente quando músicos de renomes se juntam sempre podemos esperar algo no mínimo bom, e não seria diferente com os paulistas do Blackning que tem em sua formação ex-integrantes de bandas do nível de Andralls, Woslom e Postwar.

Com a veia calcada no Thrash Metal, mas com bons flertes de modernidade se assim podemos dizer, “Order of Chaos” soa abrasivo, e mostra que Cleber Orsioli (vocal/guitarra) é um dos frontmans mais insanos da atualidade, despejando riffs e solos monstruosos e variados e com vocalizações impactantes e marcantes.

Já a cozinha formada por Francisco Stanich e Elvis Santos é um verdadeiro rolo compressor, que deixa o peso e velocidade mais do que precisa. A produção do disco foi feita pelo experiente Fabiano Penna, que fez um ótimo trabalho, mas ao meu ver pecando no peso da guitarra que escondeu bastante o baixo.


Musicalmente é um verdadeiro furacão descontrolado, como em “Thy Will Be Done”, “Terrorzone” e “Unleash Your Hell”.

Em “Death Row” a velocidade continua estonteante com riffs fabulosos; “Censored Season” vem mais moderna, mas não menos agressiva; e fecha o disco uma bela versão de “Children of War” do Overdose.


Uma grata estreia que agradará em cheio os fãs de Thrash Metal. Não deixe de conferir.

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More