30 de agosto de 2015

Resenha - Banda: Spartacus - Álbum: Imperium Legis (2015)

Resenha por: Renato Sanson


Pois bem, onze anos se passaram desde o Debut “Libertae”, e enfim uma das melhores bandas de Heavy Metal Tradicional do país lança seu novo trabalho, intitulado de “Imperium Legis”.

E o que podemos comprovar logo de cara é qualidade sonora que não mudou em nada, pelo contrário, soam ainda melhores, e trazem um sopro de vida ao Metal Tradicional nacional, que carece de bandas desse nível, ainda mais cantando em português.

O som que emana das guitarras é barbado, assim como o peso do baixo e bateria, que soam coesos e poderosos. Já os vocais estão ainda melhores, pois Marco Canto tem um timbre bem peculiar, que mostra agressividade, mas com tons mais melódicos, o que deixa as composições acessíveis.

A abertura com “Encontro de Almas” é um arregaço, assim como as guitarras viciantes de “Império da Lei” ou o refrão apoteótico de “Prisioneiro do Alvorecer”. As letras continuam belas poesias, que criticam a vida humana categoricamente, além de serem reflexivas.

A parte sonora também não decepciona (mais um excelente trabalho do produtor Sebastian Carsin), assim como a parte gráfica, com uma capa poderosa e rica em detalhes, que se conecta perfeitamente com o tema lírico.

Musicalmente um disco feroz de Heavy Metal, pois todos os seus clichês estão ali, mas com um toque a mais, o toque da Spartacus.


Links de acesso:



01 Encontro de Almas
02 Na Rota da Colisão
03 Não Morra o Sentimento
04 Império da Lei
05 Nas Trevas da Insanidade
06 Noite Sem Lua
07 Nas Leis do Infinito
08 Velho Rei
09 Sob a Sentença, Um Carrasco
10 Fruto da Criação
11 Prisioneiro do Alvorecer

Formação:
Marco Canto (Vocal)
Victor Petroscki (Guitarra)
Marco Di Martino (Baixo)
Guilherme Oliveira (Bateria)


0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More