12 de julho de 2016

Resenha - Banda: The Resistence - Álbum: Coup de grâce (2016 - Shinigami Records)

Resenha por: Renato Sanson


A questão muitas vezes não é o quanto a banda soa moderna ou clichê, mas sim se consegue fazer um som de qualidade e que prenda o ouvinte. Em muitos casos temos sonoridades plastificadas e que pouco agradam, mesmo tendo uma ótima produção, riffs estonteantes, técnica... Mas falta o feeling, o riff que gruda na cabeça.

Desse mal posso garantir que os suecos do The Resistence não morrerão, pois trazem em seu segundo disco (e último como noticiado pela banda) “Coup de grâce” uma verdadeira avalanche sonora que brinda os anos 90 do Death Metal sueco.

Uma banda que conta com ex-integrantes de grupos como In Flames, Hammerfall, The Haunted poderia gerar a expectativa de uma sonoridade mais melodiosa, mas aqui não é o caso, o pau come solto e não traz novidades, mas sim muita brutalidade e riffs grudentos.

A produção sonora é de primeira, mas não tão artificial, soando suja e agressiva, o que deixou as composições mais brutas. Exemplos de puro hradbanging e feeling não faltam, como em: “I Welcome Death” (ótimas influencias de Hardcore), “Violator” (uma pegada mais “Death ‘n’ Roll”), “Felony” (pensa em chuva de riffs) e “Art of Murder” (a profusão certeira entre Metal Extremo e HC).

Não há o que reclamar, vocais cavernosos, riffs grudentos e simples e baixo-bateria esmagadores, tudo de melhor que o autêntico Death Metal sueco apresenta, e aqui em “Coup de grâce” você encontra tudo isso e mais um pouco!

Infelizmente o The Resistence encerrou suas atividades, mas deixou para traz um pequeno legado mais que brutal.

Links de acesso:


Tracklist:
1. Death March
2. I Welcome Death
3. Smallest Creep
4. Violator
5. Felony
6. Death Blow
7. Resolution
8. World Order
9. Enslavement
10. Art of Murder
11. For the Venom
12. The Drowning
13. As It All Came Down

Formação:
Marco Aro – Vocais (The Haunted)
Glenn Ljungström – Guitarras (ex-Hammerfall, In Flames e atual Dimension Zero)
Jesper Strömblad – Guitarras (ex-In Flames)
Robert Hakemo – Baixo (ex-M.A.N.)
Christofer Barkensjö – Bateria (ex-Kaamos, Grave)

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More