20 de março de 2013

Resenha - Banda: Fortress - EP: América (2013)



Lembro bem da primeira vez que tive contato com a talentosa banda catarinense Fortress, tive a certeza que estava diante de uma banda de qualidade impar, e sua virtuosa mistura de Prog Metal com elementos mais modernos aproximando do Metalcore era muito consistente e renderia ótimos frutos.

Mas nem o fã mais otimista poderia imaginar a guinada musical a qual o grupo iria apresentar, primeiramente incorporando a sua formação o talentosíssimo baterista  William Guedes, alem disso decidiram cantar em língua pátria sem abrir mão de sua proposta, e até lapidando a mesma apresentando um EP com três músicas que deixa o ouvinte extasiados e até mesmo pensativo, pois as letras são acidas, um verdadeiro grito de liberdade de expressão que serve para  todos nós. Aliado a isso some a produção do mago Adair Daufembach e você terá um trabalho completo.

"América" faixa que da nome ao lançamento abre os trabalhos com uma narração feita por Felipe Pacheco, que logo da espaço para as guitarras de Marcelo Rosa e Alvim Ferreira, uma verdadeira pancada com destaque para seu refrão bem grudento e os backings de  Pierre Buchmann (baixo), que casam bem com o vocal de  Marcelo Zibetti. Vale dizer o que esse rapaz canta é impressionante, com o trabalho em português é possível ver que ele está mais a vontade, e solta a voz roubando a cena em muitos momentos.


"Vidas Vazias" vem com a participação especial de Dijjy Rodrigues, vocalista da Ponto Nulo no Céu, e essa música pode ser encarada como uma fusão das duas bandas catarinenses, pois existem elementos aqui vindos do Metalcore, mas o peso e novamente as letras são o diferencial da banda, nessa faixa o contraste entre os três vocais é muito interessante, e na apresentação da banda no Laguna Metal Fest deu para ver que essa canção fica ainda mais pesada ao vivo, o que gerou algumas rodas na plateia. 

"Dogma" vem mostrando o flerte que a banda faz com o Prgo Metal desde o inicio de sua carreira, riffs harmoniosos e linhas vocais bastante diversificadas, com um refrão para se cantar em plenos pulmões.

É gratificante ver uma banda saindo da rotina gravando um som que da prazer em ouvir, e nos mostra que o Metal sempre irá se renovar e a  Fortress vem quebrando as correntes da opressão, e mostrando que talento e garra são a combinação perfeita. 

Antes que eu me esqueça a banda liberou o EP para download, (baixe aqui) não deixe de ouvir esse iminente nome da cena nacional.


Conheça mais a banda




Formação
Marcelo Zibetti (Vocal)
Marcelo Rosa (Guitarra)
Pierre Buchmann (Baixo)
Alvim Ferreira (Guitarra)
William Guedes (Bateria)


Tracklist
01 – América
02 – Vidas Vazias
03 – Dogma


Resenha por: Luiz Harley
Edição/revisão: Renato Sanson


1 comentários:

Musicalidade é excelente, porém, as letras muito vagas. "quebre as correntes de você", quem diabos vai querer ficar acorrentado...?

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More