14 de agosto de 2013

Resenha - Banda: As Dramatic Homage - Álbum: Crown (2012)

Resenha por: Renato Sanson


A busca por originalidade é uma constante na cena, não que soar "Old School" seja ruim, mas é sempre bom nos depararmos com bandas que não tem medo de arriscar, e é o caso da banda carioca As Dramatic Homage, que lançou em 2012 de forma independente seu 1° álbum, sob o nome de "Crown".

E o que temos é uma verdadeira gama sonora, soando introspectivo, técnico e soturno, trazendo diversas influências, e pasmem, soando original e poderoso, sem ser aquela mistura de estilos desnecessárias, que deixam a banda sem personalidade.

A produção do disco esta muito boa, com todos instrumentos bem dosados e expostos. A parte gráfica é muito bela, com uma capa sensacional e com um encarte muito bem construído, trazendo a tona o que você irá encontrar em "Crown".

Com uma sonoridade tão complexa e diversificada, pode causar uma certa "estranheza" no inicio, mas ao ouvir com calma e atenção, você irá se deparar com uma sonoridade rica, pesada e com belas melodias soturnas, seja pela variação vocal entre o limpo e o rasgado, ou pelos riffs secos e climáticos.

Vale ressaltar que esta obra veio a tona graças a insistência de seu mentor Alexandre Pontes, que gravou quase todos os instrumentos, alem de ser o vocalista. A bateria do disco foi programada pelo próprio Alexandre, mas em nenhum momento soa mecanizada, sendo bem variada e colocada, hoje em dia banda já possui uma formação estável, e esta se preparando para novos shows, que irão levar seu nome ainda mais longe.

Após a bela intro "Lessons", temos a poderosa e ríspida "Monumental" com belos riffs e melodias, sem contar a excelente variação vocal e rítmica; "Awake to the Twilight" vem mantendo o clima soturno e variado, com uma sonoridade complexa e ao mesmo tempo muito bela; " Idyllic" e "The Age of Transition" dão continuidade a esta variação sonora, que soa obscura, mas com muita personalidade, seja por suas partes climáticas ou mais agressivas.

Certamente original e ousado, em termos de Brasil uma sonoridade muito difícil de se encontrar, algo novo que respira em nossa cena, e que mostra que veio para ficar, certamente um dos melhores discos de 2012.

Agora é aguardar o que a mente criativa de Alexandre nos prepara para o novo álbum.


Conheça mais a banda


Tracklist:
01 Lessons
02 Monumental 
03 Awake to the Twilight
04 The Icon Omnipresent 
05 Journey Inside 
06 Redemption 
07 Idyllic
08 From the Battle of Pain
09 The Age of Transition


Formação:
Alexandre Pontes (Vocal, Guitarra, Bateria Programada)

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More