6 de outubro de 2014

Resenha - Banda: Cinis - Álbum: Subterranean Antiquity (2013)

Resenha por: Renato Sanson


Como é bom conhecer o underground mundo a fora, sempre boas novidades surgem, mostrando a força do som pesado, e que as cenas não vivem de seus medalhões.

E o underground polonês mostra o porque ser um dos motores do Metal extremo mundial, além de revelar grandes nomes do estilo, sempre surgem bandas novas de alto nível, e o Cinis é uma delas, chegando para triturar pescoços com seu segundo álbum, “Subterranean Antiquity”.

Death Metal explosivo e muito bem trabalhado, seguindo a linha de seus compatriotas do Vader. Guitarras espumando raiva, com excelentes solos, cozinha segura e precisa, com vocalizações poderosas, que predomina pelo gutural, mas que oras soa mais rasgado.

A produção sonora está em um nível muito profissional, instrumentos claros e bem equilibrados, e com o peso necessário, méritos da própria banda que contou com ajuda dos irmãos Wojtek e Slawek Wieslawscy. A parte gráfica da bolacha é bem feita, mesmo sendo simples, temos uma capa apocalíptica e um belo encarte, feitos pelo artista Tomasz "Hal" Halicki.

Musicalmente um verdadeiro arrasa quarteirão, já na abertura com “The First Manifesto” e "Fully Ossified" fica claro o poder sonoro deste quinteto, que ao passar das faixas temos uma exibição perfeita de como se deve fazer Death Metal.

Uma grata revelação que merece sua atenção, não deixe de conferir!  

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More