3 de outubro de 2014

Resenha - Banda: M-26 - Álbum: Misantropia (2014)

Resenha: Renato Sanson


Muitos poderiam pensar que lançar seu primeiro disco vinte anos depois de sua formação usando retalhos de gravações feita nesse período poderia resultar em um fracasso. Mas os gaúchos da M-26 arriscaram, e nesse seu primeiro lançamento “Misantropia”, temos uma obra prima do Dark/Doom Metal nacional.

Sem exageros o disco beira a perfeição, e o que de fato chama atenção são as músicas cantadas em língua pátria, que não são apenas letras, mas sim poesias negras. O instrumental é bem intenso, variando em certos momentos entre o Black e o Death Metal, mas sem perder a beleza Dark e o peso do Doom.

A produção do disco é fantástica, mesmo tendo as composições gravadas em cinco lugares diferentes ao longo de doze anos, o guitarrista da banda Bruno Añaña soube produzir milimetricamente o material deixando-o homogêneo e sem buracos. Já a arte de Paulo Momento é tão bela e densa quanto às composições, encarte e capa belíssimas e ao mesmo tempo angustiantes.

As construções musicais de cada composição é bem peculiar e detalhada, os vocais de Carla Domingues e Jean Gularte soam assustadores em alguns momentos, e outrora belos, mostrando muito da carga emocional que “Misantropia” apresenta.

Alguns blast beats estão presentes, como riffs grudentos e insanos, mas tudo aliado ao tema Dark e melancólico que a banda quer passar.

Impossível destacar alguma faixa são um pouco mais de quarenta minutos de muita qualidade, beleza emoção. “Misantropia” merece muitas audições, pois sempre algo novo se encontra, e recomendo ouvir com o encarte em mãos é uma viajem poética sem volta.

Tracklist:

01 Solidão
02 Lágrimas de Desidéria
03 Misantropia
04 Entre as Ruínas do Caos
05 Choro em Silêncio
06 Triste Lamento d’Alma

Para adquirir o CD / to buy the CD:

m26contato@gmail.com – facebook.com/m26band


0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More