1 de dezembro de 2014

Entrevista - Banda: Super Sonic Brewer (RS)

Entrevista por: Renato Sanson

Confira nossa exclusiva com uma das revelações do Metal gaúcho, o Super Sonic Brewer! Leia agora mesmo a entrevista com o vocalista/baixista Vinicius Durli:


Heavy And Hell: “Overthrow the Bastard” é o segundo disco da banda, e mostra uma grande evolução em relação ao debut “Broken Bones”. Se você fosse fazer um comparativo o que mais mudou entre os dois lançamentos?

Vinicius Durli: Qualidade do áudio e diversidade nas composições é os dois pontos base nessa comparação. Foi algo natural toda essa evolução, porque no Overthrow the Bastard tivemos a contribuição de todos da banda e mais algumas ideias muito interessantes por parte do Ernani comparado com o Broken Bones.

HAH: E a repercussão de “Overthrow the Bastard” está sendo como a banda imaginava?

VD: Digamos que sim. A única coisa estranha que estamos percebendo é o desinteresse do pessoal em entrar em contato conosco para marcarmos alguns shows. A divulgação que esta sendo feita pelos dois selos que lançaram o CD, Ms Metal Records e Rising Records, está sendo muito positiva para a apresentação da banda ao público que até então nunca tinha ouvido falar da gente.


HAH: As composições do SSB são muito bem elaboradas e cativantes, mas que em nenhum momento caiem para um lado comercial, pelo contrário agressividade é o que não falta, porém são músicas de fácil assimilação que ficam na cabeça. Como é o processo de composição da banda?

VD: Normalmente sempre usamos uma frase muito interessante nos ensaios, “menos é mais”, criamos as músicas como se nós fossemos os ouvintes, criamos em base se gostaríamos de ouvir ou não, se fosse outra banda que estaria tocando. As músicas normalmente sempre são criadas a partir de uma base e continuamente trabalhamos no restante da música. Quase 90% dos casos, os melhores riffs sempre saem do nada, que foi o caso de Hammer Down e Broken Line, já estávamos com o disco fechado em oito músicas e do nada apareceram essas duas músicas.

Leia nossa resenha AQUI
HAH: Vocês trabalharam com o renomado produtor Ernani Savaris, como foi está escolha? E o resultado final ficou como o esperado?

VD: Pelo belo trabalho que ele realizou com as bandas Sangria e Lethal Sense, qualidade e produção, que são da mesma cidade que a gente. O resultado ficou magnífico, muito acima do que esperávamos, em todos os sentidos, composição, qualidade, produção, um cara muito tranquilo de se trabalhar.

HAH: Ouvi rumores que vocês iriam regravar algumas músicas de “Broken Bones” para lançar um EP. Isto é real? Se sim, porque tomaram está decisão?

VD: Sim, exatamente isso. Resolvemos regravar pelo fato de estarmos tocando elas de um modo diferente, principalmente a parte do vocal, e deixar elas com a roupagem do Overthrow the Bastard, o resultado ficará muito diferente ao original, serão cinco faixas regravadas do Broken Bones, uma música nova e um cover. Estamos trabalhando novamente com Ernani nesse EP e estamos já começando a trabalhar com ele também no nosso terceiro disco que já conta com muitas ideias muito interessantes. Será uma mistura entre os dois discos, irá ficar muito pesado o novo lançamento.


HAH: Qual o significado do nome Super Sonic Brewer?

VD: Nada de muito complexo, apenas o que ele realmente significa, foi um nome que desde o inicio o Rodrigo escolheu e encaixa perfeitamente com a proposta da banda.

HAH: Para finalizar gostaria que nos falassem a visão do SSB sobre nossa cena e quais os planos futuros da banda?


VD: A cena metal nacional esta evoluindo muito nos últimos anos para cá e a tendência sempre, creio eu, que será a evolução como um todo, por parte do público como por parte das bandas e produtores. Eu acredito nessa evolução porque estão surgindo muitas bandas com qualidade e produtores honestos que estão trabalhando duro para nossa cena crescer cada vez mais. O plano da banda será começar a produzir, gravar e lançar nosso terceiro disco, e se tudo der certo, em 2016 estaremos lançando ele e planejando uma tour para fora do país.

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More