22 de dezembro de 2014

Resenha - Banda: Prólogo - Álbum: Equilibrium (2013)

Resenha por: Renato Sanson


Não seria diferente com o Brasil quando se fala de tendências musicas, pois muitas coisas surgem no underground e no mainstream, e uma crescente certamente é o Metalcore, que de fato tomou conta devido a proporção de bandas que surgem.

E como disse em nosso país não seria diferente, e direto de Criciúma/SC temos o Prólogo que lançou em 2013 seu primeiro disco, “Equilibrium”.

Vindo da faceta mais melódica do estilo o Prólogo nos brinda com muitos riffs grooveados, entrelaces interessantes de linhas vocais limpas com gutural e uma cozinha pulsante e correta. A produção do trabalho também contribuiu bastante para sonoridade, já que o mago Adair Daufembach cuidou da mesma, deixando tudo limpo, mas na medida certa e com o peso necessário, já que aqui os destaques são as melodias.

O interessante que a banda canta em português com mensagens bem positivas e reflexivas, deixando o material bem atraente. Porem o excesso de melodias tira o brilho do trabalho, pois fazendo as faixas se parecerem uma com as outras, além de tornar a audição cansativa.

Mas bons momentos aparecem como em: “Fluxo Inerte” e “Pilares” (que soam bem agressivas), “Equilíbrio” e “Lenços Sujos” (mais melodiosas, mas com belas guitarras) e “Refração” (sendo mais trabalhada e introspectiva).

Para quem gosta do segmento mais melodioso do Metalcore “Equilibrium” será um prato cheio, mas se você gosta da parte mais agressiva do estilo passe longe. 

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More