13 de março de 2015

Entrevista - Banda: Scourge (Brasil - MG)

Entrevista por: Renato Sanson

Conversamos com Juarez vocalista/baixista do Scourge, confira nas linhas a seguir:


Heavy And Hell: Vocês mostram um Metal old school de primeira, seguindo a linha dos conterrâneos do Sarcófago. Essa era a intenção da banda desde o inicio?

Juarez: A gente faz o som que gostamos sem nos preocupar se parece com essa ou aquela banda, claro que as coisas que ouvimos influencia diretamente nas composições. Escuto muito Sarcofago, Morbid Angel, Venom, Brigada do Ódio, Olho Seco! É quase impossível hoje fazer algo inovador e não queremos fazer isso, somos old school e tocamos Metal old school.

Heavy And Hell: “Hate Metal” mostra um amadurecimento a mais em comparação ao debut. Como foi o trabalho do mesmo até o resultado final?

Juarez: Foi tudo na correria (risos), dois meses antes de ir gravar a gente não tinha todas as músicas prontas, dai nos viramos! Mas sabíamos que poderíamos fazer um CD bem anos 90. O primeiro CD eu escutava muita coisa do Tecnichal Death Metal, teve muitas influencias desse estilo! O HATE METAL É ALGO MAIS DIRETO MOSTRA NOSSAS RAÍZES!


Heavy And Hell: Vocês enfrentaram uma grande mudança na formação, como é lidar com isso? É difícil encontrar músicos comprometidos?

Juarez: Acho que 99% das bandas de Metal no Brasil enfrenta esse problema com formação, é foda arrumar músicos que queiram levar a serio a parada! Isso atrapalha muito no processo de composição, pois cada músico tem suas influencias individuais, mas correu tudo bem entramos em um consenso e fluiu legal! Colocamos todo ódio em nossas músicas.

Heavy And Hell: Vocês nasceram no triangulo satânico mineiro, onde surgiu e surge diversas bandas de qualidade. Como é fazer parte de uma das melhores cenas Metal do país? E rola muita rivalidade entre as bandas ou mais união?

Juarez: Pra falar a verdade não acho a cena aqui forte não, tem muita gente comprometida com o underground, mas a maioria é modista. Pra mim as cenas mais fortes são no nordeste e no sul! Rivalidade é o que mais tem aqui, cobra comendo cobra e pouca amizade. Cada um por si e que vença o mais forte ou o que tiver mais grana. Cheio de playboys montando bandas aqui, modistas idiotas que acham que o Metal é moda! Heavy Metal não é moda é um estilo de vida!


Heavy And Hell: Vocês também participaram do tributo ao Sarcófago, como foi está experiência?

Juarez: Sim eu fiz os vocais no tributo ao Sarcófago, foi algo surreal muito massa e ao mesmo tempo dava medo, pois muita gente não aceitou a ideia do tributo! Fizemos show memoráveis no Chile, foi fantástico conhecer o mestre Jef Bezzera, a lenda viva do Death Metal!

Heavy And Hell: E para 2015 o que podemos esperar do Scourge?

Juarez: Já estamos em processo de composição do novo disco! Vai ser mais brutal e old school que os anteriores. Tivemos que dar uma parada nos shows, pois fraturei a perna e estou em recuperação ainda, mas logo estaremos de volta pra atormentar a alma de todos os falsos modistas. 2015 vamos lançar também a cerveja do SCOURGE HATE METAL BEER EM PARCERIA COM UMA CERVEJARIA ARTESANAL aqui de Uberlândia com 666% de álcool! (risos)


Heavy And Hell: “Hate Metal” foi lançado no exterior pela A Grey Haze Records, como está sendo a repercussão do mesmo lá fora? E aqui no Brasil o lançamento ficou a cargo da lendária Cogumelo Records, o trabalho tem sido satisfatório?

Juarez: Bem o Jayme dono da Grey Haze sempre manda ótimas resenhas sobre o CD. Parece que os gringos estão gostando do ódio em forma de música, ótimos comentários sobre o álbum. É claro que péssimos comentários também, mas uma banda vive disso não pode agradar a gregos e troianos! Aqui no Brasil 99% da galera nos parabeniza e isso não tem preço, estamos satisfeitos com tudo!

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More