12 de abril de 2015

Resenha - Banda: D.A.M. - Álbum: The Awakening (2014)

Resenha por: Renato Sasnon


Se o D.A.M. já era apontado como revelação em seu primeiro disco, em "The Awakening" podemos dizer que são uma realidade do cenário nacional. Ainda mais quando se trata de Melodic Death Metal (estilo que ainda não ganhou força no Brasil), os mineiros dão uma aula de bom gosto e melodias bem sacadas.

Os vocais de Guilherme estão ainda mais intensos e variados (agora também fazendo vocais limpos), o que deu mais dinâmica as composições, e sem contar o seu belo trabalho nos teclados. As guitarras além de despejarem riffs insanos as melodias tomam conta, mas não soam exageradas, mas sim necessárias, pois o peso é presente, assim como momentos mais caóticos o que ajudou a balancear o disco. Já a cozinha soa abrasiva e pulsante, baixo fazendo um bom trabalho assim como a bateria que esmaga crânios com seus bumbos velozes.

A produção do disco é bem caprichada o que ajudou bastante no resultado final, pois com composições tão requintadas e melódicas o som não poderia soar artificial ou limpo demais, mas sim em um equilíbrio de alto nível, elevando a sonoridade da banda ainda mais.

O que diferencia o D.A.M. certamente são seus arranjos e climas soturnos, dando aquela expectativa ao ouvinte a cada faixa, que apresentam emoções diferentes e variadas.

Trabalho de alto nível que merece urgentemente exportação para fora do país, se continuarem nesse caminho ganharão o mundo com toda certeza.

Há tempo de ressaltar que este belo trabalho foi lançado de maneira totalmente independente, mostrando mais uma vez que o underground tem as melhores bandas do mundo.


Links de acesso:







0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More