24 de junho de 2015

Entrevista - Banda: Seu Juvenal (MG)

Entrevista por: Renato Sanson


“Rock Errado”. Isso mesmo, nome do 3° disco dos mineiros do Seu Juvenal. E para explicar a origem do nome do álbum e do nome da banda falamos com o guitarrista Edson Zacca, que nos fala também da repercussão do mesmo, e sua visão sobre o Rock no Brasil.

Confira agora mesmo:

Heavy And Hell: Como foi o trabalho de desenvolvimento de “Rock Errado” e porque escolheram esse título para o trabalho?

Edson Zacca - Vivemos um momento de uma caretice sem limites na música brasileira. A grande maioria dos músicos prefere montar bandas cover e os que se aventuram pelo mercado da música própria sonha em participar de reality shows tipo Super Star que só valoriza a cópia. Sem contar os que ficam sem ação apenas pagando pau para as bandas gringas sem perceber que elas também se arriscaram muito para poder ser admiradas exatamente pela sua originalidade. Referências artísticas todos temos. É claro que a originalidade se monta exatamente a partir das influências. Mas daí deixar esta sua referência dominar até o timbre de seu instrumento, logo aquilo que você pode ter de mais personalizado em seu som! É por estas e outras que percebemos que no Brasil, o rock que facilmente é enquadrado dentro de um estilo musical ou dentro de um contexto criado por alguma banda famosa, é visto como o caminho certo. Este é o motivo porque chamamos o disco de Rock Errado. Um disco de difícil qualificação. Difícil colocar etiqueta. Assumimos este erro com orgulho e sem medo.  

Leia nossa resenha AQUI
HAH: “Rock Errado” foi gravado em apenas quatro dias, como foi está experiência?

Zacca - Pela primeira vez fizemos uma pré-produção verdadeira para este trabalho. Gravamos vários ensaios, mandamos para o produtor do disco, Ronaldo Gino da banda Virna Lisi. Ele pode opinar sobre os arranjos e sobre quais músicas entrariam no disco. E tudo isto feito no mesmo estúdio que gravamos depois. Não foi difícil gravar o disco em quatro dias, pois tudo estava muito bem amarrado. E sem contar que todo mundo envolvido também já é macaco velho.

HAH: Para divulgação do novo trabalho vocês escolheram a música “Burca”, que se tornou o primeiro videoclipe. Qual o motivo da escolha da mesma? E como foram as gravações do clipe?

Zacca - Na verdade ela foi escolhida porque eu vi em Belo Horizonte a performer e atriz Nina Caetano do "Obscena Agrupamento" andando pelas ruas com uma burca escrevendo em cartazes e em alguns momentos até nas paredes e passeios algumas mensagens que alertavam sobre a situação da mulher em nossos tempos. Isto atraiu a atenção de muita gente que refletia, xingava, adorava e tudo mais que pode acontecer na rua. Achei punk pra caralho. E neste tempo, o Renato (batera do Seu Juvenal) já havia escrito a música. Colamos as duas coisas, só que pelas ruas de Ouro Preto. E a parte do HC final fizemos questão de mostrar o melhor público do mundo (risos). Foi uma homenagem aos rockers de Uberaba, nossa cidade natal. As filmagens em Ouro Preto e edições ficaram por conta de Marcello Nicolato, enquanto que as imagens do show por Eddie Shumway.


HAH: Vocês são de Minas Gerais, mais precisamente Ouro Preto, como é a cena Rock/Metal em sua região? Existe muitas rixas ou a espaço para bandas independentes?

Zacca - Rixas imagino que nada fora do normal. Aqui as pessoas tentam se ajudar. Atualmente existe um festival chamado "Rock Generator" que tem movimentado a cena. Eles levam um gerador pra cima de um morro daqui conhecido como Morro da Forca e o bicho pega com força. Gosto bastante de bandas como Final Trágico (punk rock), MIOMA (metal), Los Pollos Caipiras (surf music), Selvagens (rockers), tem uma galera fazendo rock por aqui. Já na região de Uberaba, que é onde a banda foi criada e é onde ainda mora Titão, baixista da banda, existem bandas com bastante nome como o Uganga, Acido Groove, Lava Divers, Krow, Canábicos. Além da existência de selos como a Sapólio Rádio e estúdios como o 106Studio que agitam tudo por lá.

HAH: Vocês lançaram “Rock Errado” em LP, como surgiu esta ideia? E como está sendo a receptividade do público em relação ao lançamento?

Zacca - Foi um convite do selo Sapólio Rádio. Mas também já lançamos em CD. E agora está ficando pronto nosso site "seujuvenal.com.br" com o disco inteiro para download gratuito. Nunca tivemos uma receptividade tão boa quanto para este disco. Isto tem movido a banda com força para frente.


HAH: Qual a origem do nome Seu Juvenal?

Zacca - Juvenal é o nome do avô de dois integrantes da banda. Mas veio mesmo por ser um nome bem mineiro e que não tem nada a ver com nome de banda de rock. Esta história de nome de banda com "eition" ou "eitor" ou qualquer coisa do tipo sempre nos pareceu meio piada depois que fomos ficando mais velhos.  


HAH: Para finalizar, quais são os planos futuros da banda e suas principais influências até o momento?

Zacca - Estamos voltando pra estrada neste segundo semestre. Se algum de vocês ouvirem falar que vai ter show do Seu Juvenal em sua cidade, não perca tempo, pois o rock tá garantido.
As influências do Seu Juvenal são muitas. Posso falar das minhas como guitarrista: Jimmy Page, Thurston Moore (Sonic Youth), Scandurra (Ira), Lanny Gordin, Max Cavalera e Nelson Cavaquinho. Valeu demais a oportunidade e o interesse pelo nosso Rock Errado. Abraço a todos.


Links de acesso:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More