15 de junho de 2015

Resenha - Banda: Kamala - Álbum: Mantra (2015)

Resenha por: Renato Sanson


Se em “The Seven Deadly Chakras” (12) o Kamala mostrou uma sonoridade um tanto diferente, em “Mantra” o experimentalismo fica um pouco de lado e abre uma faceta mais direta em seu Thrash Metal moderno.

O nível criativo desses paulistas é impressionante, sabem ousar, e criar elementos característicos que ao ouvir, você sabe que é o Kamala.

“Mantra” vem mais agressivo e focado no Thrash em si, mas com boas pitadas de Death Metal, pois a agressividade neste trabalho é latente.

Os riffs são um show à parte, soam intrincados e potentes, assim como a cozinha que esbanja técnica e singularidade. Já os vocais continuam gritados (as vezes urrados) e variam para a tonalidade normal, porém agressivo.


O que chama atenção em “Mantra” é a estrutura das composições, que soam violentas, mas ao mesmo tempo o toque oriental é perceptivo, assim como alguns elementos experimentais, mas que não deixam o Thrash Metal de lado, tudo encorpado em uma única sonoridade, aliado a letras inteligentes e que servem de reflexão para o ser humano.

A produção sonora ficou a cargo de Guilherme Malosso e Yuri Camargo, onde exploraram cada detalhe do disco, deixando uma produção atual e arrebatadora, em um nível profissional fantástico.

Destaques ficam por conta das instigantes: “Mantra”, “Alive”, “My Religion” e “Suicidal Attack”.

O Kamala dá mais um passo importante em sua carreira, e mantem neste 4° lançamento o nível altíssimo de sua sonoridade.


Links de acesso:




Tracklist:

01 Warning
02 Mantra
03 Alive
04 What We Deserve
05 Better Energy, Less Anger
06 My Religion
07 Becoming a Stone
08 Airavata
09 Erawan
10 Suicidal Attack


Formação:

Raphael Olmos (Vocal/Guitarra/Guitarra Acústica)
Allan Malavasi (Baixo/Backing Vocal/Guitarra de 12 cordas)
Estavan Furlan (Bateria/Percussão/Backing Vocal)



0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More