17 de julho de 2015

Resenha - Banda: Bloody - Álbum: Bloody (2015)

Resenha por: Renato Sanson


Seis anos se passaram desde seu último lançamento, “Engines of Sins” (09), e após um tempo compondo e se estabilizando o Bloody retorna com carga máxima, e presenteia os bangers com seu mais novo lançamento “Bloody”.

A sonoridade continua intacta, Thrash Metal com pitadas de Death aqui e ali, com as guitarras sendo o carro chefe do trabalho, trazendo toda precisão e força da cozinha e os vocais que continuam urrados e insanos.

A abertura com “Another Bloody Day” mostra a evolução do Bloody nesses seis anos que se passaram, uma composição pesada, mas não tão rápida, tendo um meio termo, mas soando agressiva e impactante. Outro momento de destaque é a faixa “Cancro”, cantada em português com uma letra fortíssima, sem contar seu instrumental rápido e feroz.

Acredito que o único ponto baixo do disco seja a produção, que ficou muito limpa e com os timbres um pouco desequilibrados, mas que no geral não compromete este ótimo trabalho.

Eles voltaram e voltaram com tudo, uma grande banda que merece um respaldo maior na cena underground.


Links de acesso:



Tracklist:
01 Another Bloody Day
02 Vile or Divine
03 No Ammo
04 Cancro
05 Vengeance
06 Mind Over Mind
07 Pride
08 Fuel to My Head
09 Ruthless

Formação:
Paulo Tuckumantel (Vocal)
Fábio Bloody (Guitarra)
André Tabaja (Baixo)
Augusto Asciutti (Bateria)

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More