7 de julho de 2015

Resenha - Banda: Unmasked Brains - Álbum: Machina (2014)

Resenha por: Renato Sanson


A intensidade de como as bandas se renovam no underground é uma constante. Muitas preferem reviver o passado, mas outras enxergam o futuro, querendo trazer algo novo não totalmente original, mas novos ares para o Heavy Metal.

Esse é o caso dos cariocas do Unmasked Brains, que lançaram em 2014 seu Debut, sob o nome de “Machina”.

Difícil dizer qual estilo a banda se encaixa, pois, musicalmente temos um Heavy Metal bem pesado e atual, com muita personalidade. As guitarras de “Machina” soam cheias de feeling e diversificação, assim como as linhas vocais, que se entrelaçam entre o grave da cozinha, que soa dinâmica e pesada.


A fluência moderna é bem latente, assim como a parte rítmica que muda em vários momentos, trazendo um bom dinamismo as composições, o que deixa o trabalho ainda mais interessante.

A produção sonora é bem trabalhada, e soa bem cristalina e na cara, com os timbres mais agudos, porém dosados. A parte gráfica também merece destaque, um belo Digipack com uma arte sensacional, méritos do artista Jobert Mello.

“Machina” em si é um emaranhado de influencias e vertentes, como podemos notar em faixas como: “Numbers”, “The New Order of Disorder” e “Á Maquina” por exemplo, três composições distintas, mas com a mesma energia.

Sempre bom se deparar com bandas que tentam fugir das mesmices e fazem um excelente trabalho. Esse é o caso do Unmasked Brains, que mostra muita relevância e atitude em seu álbum de estreia.


Links de acesso:



Tracklist:
01 Numbers
02 The New Order of Disorder
03 A Máquina
04 Cloistered Life
05 Lost Control
06 Controversies of the War
07 Little God Ivory
08 Life Has no Meaning
09 Corrupt

Formação:
Reinaldo Leal (Vocal/Guitarra)
LGC (Guitarra)
Denner Campolina (Baixo)
Elcio Pineschi (Bateria)




0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More