5 de setembro de 2015

Resenha - Banda: Plato’s Cave - Álbum: Servo/Padrone (2011 - Importado)

Resenha por: Renato Sanson
Rate:10/6,0


Nascido em 2009, o Plato’s Cave da Itália vem traçando seu caminho no underground italiano, onde apresenta ao público o chamado Art-Rock, que traz influencias experimentais e vanguardistas.

E em 2011 a banda colocou no mercado seu Debut “Servo/Padrone”, onde também traz influencias do Rock setentista e do Heavy Metal clássico, lembrando algumas passagens do Black Sabbath (fase Ozzy).


Plato’s Cave mostra um diferencial, pois o tema lírico do disco é cantado em língua natal, o que gera uma certa estranheza nas primeiras audições, mas após se acostumar é possível perceber o tema abstrato em suas letras, onde casa muito bem com a sonoridade.

Não espere por riffs pesados, bateria estonteante ou vocais mais agressivos, o tom aqui é arrastado, com boas colocações ambientais e vocais limpos.


Não é um disco fácil de se ouvir e muito menos de se entender, a linha vanguardista existe e remete bem aos anos 60, mas conta com boas composições e vale a ouvida. A produção do trabalho também é muito boa, não soando demasiada e nem extremamente datada. Indicado para os fãs de Rock dos anos 60 e 70.


Links de acesso:



Formação:
Alessandro Villano (Vocal/Piano)
Francesco Detta (Guitarra/Guitarra Acústica/Mandolin/Piano)
Alessio Carbone (Guitarra/Guitarra Acústica)
Francesco Carbone (Baixo/Piano)
Luigi Fimiani (Bateria)

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More