4 de dezembro de 2015

Resenha - Banda: Def Leppard - Álbum: Def Leppard (2015 - Shinigami Records)

Resenha por: Renato Sanson


Depois de sete anos o Def Leppard volta a colocar no mercado um disco de inéditas, com a intenção de resgatar seus melhores momentos e se manter relevante como muitas bandas da velha guarda vem conseguindo.

Mas é fato que o Leppard tem uma carreira de altos e baixos, sendo indiscutível que seus melhores momentos se deram com os álbuns “Pyromania” (83), “Hysteria” (87) e “Adrenalize” (92).

Voltando ao presente, o 10° álbum da carreira intitulado apenas de “Def Leppard” traz todos os elementos que consagraram os ingleses, aquele velho e bom Hard Rock com nuances Pops e algumas vertentes eletrônicas. Até aí tudo bem, algo que poderia agregar um pouco mais a volta às origens, porém o disco soa um pouco forçado, fazendo o mesmo soar mediano como os últimos lançamentos do grupo.

Bons momentos são encontrados como em “Man Enough”, “Sea of Love” ou “Energized”, que mostram todas as suas armas para o decorrer do disco, partes eletrônicas, partes funkeadas e o Hard mais “festivo” ou farofa como preferir, que traz aquele clima comercial e grudento que o só o Leppard sabe fazer.

A produção é de alto nível e mantem o patamar da banda, no mais é um bom disco, mas que poderia soar mais natural, já que o Def Leppard não precisa provar nada a ninguém.


Links de acesso:



Formação:
Joe Elliot (Vocal)
Phil Collen (Guitarra)
Vivian Campbell (Guitarra)
Rick Savage (Baixo)
Rick Allen (Bateria)

Tracklist:
01 - Let's Go
02 - Dangerous
03 - Man Enough
04 - We Belong
05 - Invincible
06 - Sea Of Love
07 - Energized
08 - All Time High
09 - Battle Of My Own
10 - Broke 'n' Brokenhearted
11 - Forever Young
12 - Last Dance
13 - Wings Of An Angel

14 - Blind Faith 

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More