11 de dezembro de 2015

Resenha - Banda: W.A.S.P. - Álbum: Golgotha (2015 - Shinigami Records)

Resenha por: Renato Sanson


Ah enfim o velho W.A.S.P. retorna com um grande álbum! Não que “Babylon” (09) não tenha sido um bom trabalho, mas os fãs estavam ansiosos pelo que viria a seguir, e poder reencontrar o que o WASP sabe fazer de melhor já transforma “Golgotha” em um dos grandes destaques da carreira dos americanos.

O chefão Black Lawless realmente se inspirou e mostrou que ainda tem muita bala na agulha, e criou um álbum nos moldes que o WASP necessitava, onde traz vitalidade e muita relevância, pois as composições soam cativantes, marcantes e poderosas, todas regadas com um ar mais sombrio, mesmo tendo aquele certo apelo comercial, que faz seus refrãos e backing vocals grudarem na cabeça.


A abertura com “Scream” é genial, guitarras afiadas e melodias inteligentes, que constroem muito bem cada compasso, assim como a voz inconfundível de Lawless, que esbanja emoção; “Last Runaway” vem mais melodiosa, com aquela pegada mais Hard, com uma letra profunda que retrata os problemas que Lawless teve em Hollywood; “Miss You” certamente é um dos grandes destaques do disco, uma balada incrível, que remete os tempos áureos da obra prima “The Crimson Idol” (92), e por coincidência, está música foi composta nesta mesma época e acabou ficando de fora do álbum, sendo reaproveitada agora, e que música meus amigos, é de se arrepiar ouvindo!

“Slaves Of The New World Order” vem mais rápida com riffs cavalgados e com momentos muito marcantes, lembrando o velho WASP; A faixa que leva o nome do álbum encerra os trabalhos de forma épica e apoteótica, uma composição emotiva com grande interpretação de Lawless e um belo conjunto instrumental, sendo possível decorar cada parte.

As adições de hammonds em vários momentos do álbum caíram muito bem, dando mais dinâmica e um certo ar sombrio no contexto geral da obra. A produção soa limpa, mas não artificial, os timbres de bateria por exemplo estão fantásticos, soando vivos e pulsantes, assim como as guitarras e o baixo, e claro a voz do chefão que transborda emoção e feeling.

A parte gráfica é muito bem-feita, pois “Golgotha” vem embalado em um lindíssimo Digipack com uma capa simples, mas bem atrativa.

São 33 anos de história, um legado irreparável, e mesmo com tanto tempo de estrada o W.A.S.P. soa relevante e lança um disco acima da média, entrando facilmente no top 5 de sua discografia!


Confira nos links a seguir os lyric vídeos de “Scream” e “Golgotha”:




Links de acesso:



Formação:
Blackie Lawless (Vocal/Guitarrista)
Mike Duda (Baixo)
 Doug Blair (Guitarra)
Mike Dupke (Bateria)

Tracklist:
Scream
 Last Runaway
 Shotgun
 Miss You
 Fallen Under
 Slaves Of The New World Order
 Eyes Of My Maker
 Hero Of The World
 Golgotha



0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More