29 de setembro de 2016

Resenha - Banda: Witchour - EP: The Haunting (2015)

Resenha por: Renato Sanson


A mescla sonora feita com cuidado e esmero soa atrativa e empolgante. Como já podemos perceber em bandas que se enveredaram por essas águas como In Flames, Soilwork, Children of Bodom e tantos outros.

Mas acertar o equilíbrio que é a grande questão, pois em muitos casos as influencias se saturam e escondem o que realmente a banda gostaria de mostrar.

Não é o caso dos argentinos do Witchour que trazem em seu primeiro EP "The Haunting" influencias do Death Metal Melódico aliado a grandes sacadas do Metal moderno americano e boas doses extremas.

As melodias são latentes e os riffs diversificados, o que traz ótima tônica as composições, que se entrelaçam com momentos de pura fúria graças as linhas vocais doentias que também mostram uma beleza introspectiva nas partes limpas, onde trazem grande força emocional.

Riffs complexos e solos melodiosos, cozinha dosada, mas não menos agressiva e vocais diferenciados, pois desde as partes urradas ao limpo, temos uma veia mais pessoal, saindo do senso comum.

A produção sonora é muito boa e soa bem timbrada e cristalina, deixando um ar mais moderno para sonoridade que salta aos ouvidos. Em termos gráficos o Slimcase apresenta uma capa enigmática e atrativa, que transparece a sonoridade que você encontrará ao apertar o play.

Argentinos com sangue nos olhos, mas olhando para o futuro. Bela estreia!

Links de acesso:

Formação:
Alejandro Souza - Vocais
Ezequiel Catalano - Guitarras
Federico Rodriguez - Guitarras
Fernando Paleari - Baixo
Javier Cuello – Bateria

Tracklist:
1. Feel the Unknown
2. The Hunger
3. The Hammer
4. Conjure Thy Will  

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More