9 de janeiro de 2017

Resenha - Banda: Anthrax - Álbum: Stomp 442 (1995 - Relançamento - 2016 - Shinigami Records/Nuclear Blast)

Resenha por: Renato Sanson


Com a saída de Joey Belladonna o Anthrax precisaria encontrar alguém a altura, até mesmo para manter a qualidade dos materiais lançados anteriormente, que seguem até hoje como seus melhores discos.

E John Bush do Armored Saint, teve a árdua missão, muito desconfiaram, pois, suas vozes são bem opostas, e como de costume em muitas bandas, com o passar do tempo a sonoridade vai mudando, e com o Anthrax não seria diferente, onde começaram tal mudança em “Sound of White Noise” (93), que mesmo pesado e agressivo, dava nuances da mudança drástica que viria mais para frente.

Se “Sound of White Noise” teve uma boa repercussão entre os fãs, já que Bush é um excelente vocalista e conseguiu dentro de sua proposta se encaixar a sonoridade antiga também, “Stomp 442” (95) que vinha com ótima expectativa acabou não alcançando as mesmas, já que a sonoridade mudou e muito.

Menos rápida, ainda pesada, mas mais acessível e melodiosa, muitos culpam Bush, mas acredito que o mesmo em nada tem a ver e acabou pegando uma bola de fogo nas mãos e deu o seu melhor até os seus últimos dias de Anthrax.

“Stomp 442” marca também a saída do guitarrista Dan Spitz, que no disco foi substituído por vários nomes, entre eles Dimebag Darrell e Paul Crook.

Falando do disco em si, e esquecendo o passado, temos uma sonoridade mais Heavy e grooveada, com ótimos momentos como em “Random Acts of Senseless Violence”, “Fueled”, “Riding Shotgun”, “Nothing” ou a semi-balada “Bare”, que traziam a cara do “novo” Anthrax.

Diferente e ousado, mas não sem qualidade. Um álbum que aflora as novas influencias e que dividiu os fãs, e que certamente se não tivesse o nome Anthrax (devido ao passado fortíssimo) seria considerado um grande trabalho.


Links de acesso:

Tracklist:
1. Random Acts of Senseless Violence
2. Fueled
3. King Size
4. Riding Shotgun
5. Perpetual Motion
6. In a Zone
7. Nothing
8. American Pompeii
9. Drop the Ball
10. Tester
11. Bare

Formação:
John Bush – Vocais
Scott Ian – Guitarra base, backing vocals
Frank Bello – Baixo, backing vocals
Charlie Benante – Bateria, guitarra solo

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More