28 de agosto de 2017

Resenha - Banda: The Night Flight Orchestra - Álbum: Amber Galactic (2017 - Shinigami Records/Nuclear Blast)

Resenha por: Renato Sanson


Ao se deparar com o novo álbum do The Night Flight Orchestra, “Amber Galactic” (3° da carreira), temos uma sensação de refrescância sonora, já que a genialidade dos músicos em questão (todos vindos do Death Metal Melódico, mais precisamente das bandas Soilwork e Arch Enemy) são latentes e vão na contramão com um som comercial, pomposo e com refrões que agradariam as grandes rádios.

A sonoridade transita entre o AOR e o Classic Rock, com melodias grudentas e estruturas de cair o queixo, pois tudo aqui soa homogêneo e bem trabalhado, já que desde a parte lírica ao instrumental sofisticado, temos uma dose de grandiosidade a cada nota apresentada.

A produção é de alto nível soando limpa e cristalina, mas com timbres mais “olds”, mas não datados, o que deu um ótimo equilíbrio. Citar destaques seria um sacrilégio, pois a cada audição é impossível pular alguma faixa e impossível não cantar cada refrão!

Realmente seria improvável pensar que músicos como: Björn “Speed” Strid, David Andersson e Sharlee D’Angelo fariam uma banda com uma sonoridade AOR setentista melodiosa e comercial, mas sim, eles fizeram e souberam fazer, ouça sem medo de se divertir!

Links:

Formação:
Björn “Speed” Strid - Vocais
David Andersson - Guitarras
Sebastian Forslund - Guitarras, percussão
Sharlee D’Angelo - Baixo
Richard Larsson - Teclados
Jonas Källsbäck – Bateria

Tracklist:
1. Midnight Flyer
2. Star of Rio
3. Gemini
4. Sad State of Affairs
5. Jennie
6. Domino
7. Josephine
8. Space Whisperer
9. Something Mysterious
10. Saturn in Velvet
11. Just Another Night (Bônus Track)

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More