9 de novembro de 2017

Resenha - Banda: Havok - Álbum: Conformicide (2017 - Shinigami Records)

Resenha por: Renato Sanson


O Havok surgiu em 2004 e lançou seu Debut cinco anos depois (“Burn” em 2009), bem ao meio do “BOOM” do revival do Thrash Metal, onde de certa forma acabaram não chamando muito a atenção, já que a quantidade de bandas que surgiam a cada instante era imensa.

Mas os americanos souberam esperar e a cada lançamento foram provando seu valor até chegarem ao ótimo “Time Is Up” (2011), mostrando maior personalidade e uma fúria destemida.

Seguindo esse caminho em 2013 mantiveram o alto nível com “Unnatural Selection” para em 2017 consolidar sua ótima carreira com “Conformicide”, trazendo muito groove e andamentos quebrados ao meio do seu Thrash Metal insano e voraz.

O que salta aos ouvidos logo de cara é a intensa variação que o álbum apresenta, tendo até mesmo passagens mais progressivas e com linhas de baixo nada convencionais do estreante Nick Schendzielos que reforça essa veia mais grooveada e progressiva.

Os andamentos quebrados e viradas insanas (por parte do baterista Peter) são de cair o queixo, mostrando muita competência em suas estruturas melódicas e mais trabalhadas, pois os elementos casam perfeitamente com a proposta, os riffs são intrincados e diversificados, assim como os solos, e claro, as boas linhas vocais de David que transita entre tons gritados e normais.

A produção é grandiosa e só enaltece a evolução do grupo. Assim como a parte gráfica que apresenta uma capa simples, mas com um layout de encarte extremamente detalhado.

As influencias de Exodus, Metallica e Megadeth estão todas ali, mas agora com algo a mais, a sua personalidade imperando e cravando de vez o seu nome no cenário como uma das bandas mais relevantes do Thrash Metal dos anos 2000.

Links:

Tracklist:
1. F.P.C.
2. Hang ‘Em High
3. Dogmaniacal
4. Intention to Deceive
5. Ingsoc
6. Masterplan
7. Peace is in Pieces
8. Claiming Certainty
9. Wake Up
10. Circling the Drain
11. String Break
12. Slaughtered (Pantera cover)

Formação
David Sanchez - Vocais, guitarra base
Reece Scruggs - Guitarra solo, backing vocals
Nick Schendzielos - Baixo, backing vocals
Pete Webber - Bateria

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More