9 de junho de 2012

Entrevista: [maua] - Persistência & Humildade

Uma das revelações da cena nordestina, mostrando seu poder ao vivo 
O Heavy Metal nacional está cada vez mais forte e isso é notável, pois o numero de bandas com qualidade que vem surgindo é algo impressionante. E não seria diferente no nordeste, que tem grandes nomes se revelando para cena, e um deles são os sergipanos da [maua], que estão conquistando seu espaço com muita dedicação e humildade. Conversamos com o guitarrista André Cabral que nos conta um pouco da história da banda além de falar sobre a cena e planos futuros.

Com vocês [maua] na figura de André Cabral:

HAH: Vocês lançaram recentemente o vídeo clipe para música “The Awake in the Beginning of the End” que pertence ao 1° lançamento da banda o EP “Conscience” (confira nossa resenha aqui), como vocês veem este tipo de divulgação por meio vídeo clipe, trás um bom retorno a banda?
AC - Claro que a música em primeiro lugar, mas acabamos de percebe que o vídeo tem uma resposta rápida. Especialmente aqui na net que as coisas são dinâmicas e as pessoas querem saber como a banda funciona.
HAH: Porque o nome [maua] e de onde veio à inspiração? Quais as outras sugestões para nome da banda vocês tinham?
AC - Surgiu em homenagem ao personagem histórico chamado Irineu Evangelista de Souza (Barão de Mauá). Sou fã da história dele e acredito que foi um grande brasileiro. Tiramos o acento no segundo “A” e a sonoridade ficou legal.
HAH: No ano de 2009 vocês lançaram seu 1° EP, como está sendo a repercussão entre os fãs e critica especializada?
AC - Esse EP abriu muitas portas para [maua]. Desde então estamos recebendo boas críticas nos sites do gênero musical e surgindo pessoas de lugares que nunca pensaríamos que iriam curti o som da gente. Isso é muito gratificante.
Capa do EP "Conscience" 1° lançamento repleto de energia com assinatura própria 
HAH: Como foi o processo de composição e gravação?
AC - O processo de composição e gravação se deu da seguinte forma, geralmente alguém chega com um riff e saímos desenvolvendo. Depois pegamos tudo que foi feito e vamos analisando o que ficou interessante. Dessa forma, tenta não seguir uma fórmula exata. Enquanto nas gravações foram feitas em torno de um mês aqui em Aracaju no estúdio Capitania do Som tendo como técnico Alex Prado Souza. Por sinal responsável pela mixagem e masterização do EP.


HAH: O que as pessoas que não conhece o som da banda podem esperar ouvir, tanto pela parte musical quanto pelas letras?

AC - Deciframos o som da [maua] como Metal. São muitas influências e não seguimos um rótulo para banda. É verdade que o Tharsh e o Death Metal dá para ser evidenciado, mas existe muito além disso, nós fazemos um trabalho rítmico com sons regionais também o que torna o som da [maua] bem diferenciado.


HAH: A [maua] já tem algumas composições prontas para o 1° álbum de inéditas, para esse vindouro lançamento o que podemos esperar? 

AC - O novo álbum já está em processo de gravação contendo 9 faixas. Para ele passamos por um processo de composição quase diária durante 4 meses. Então se pode esperar algo pesado, rápido sem perder o feeling. É um aprimoramento do nosso EP “Conscience” até porque agora estamos muito mais maduros musicalmente falando.

André Cabral nos conta sobre o que acha da cena nacional e as dificuldades que a banda ainda passa.

HAH: Falando um pouco sobre a cena nacional, o Brasil em termos de apoio ao som pesado nunca foi um bom exemplo, porem o país é um celeiro de grandes bandas que surgem a cada ano, na visão de vocês o que precisamos para cena nacional deslanchar de vez?
AC - Em relação ao nordeste há ainda muito preconceito por partes de patrocinadores e dificulta na realização de eventos. Acredito que em âmbito nacional é preciso que o público acorde e dê mais valor às bandas nacionais. Atualmente não tem como contar a quantidade de bandas que estão fazendo um som de responsa (muito bom isso!!!). Por que os gringos fazem questão de ver as bandas brazucas em suas terras? E porque tá difícil encher uma casa de show no Brasil só com bandas brasileiras? Pois bem, batemos palmas para os organizadores que estão ai na luta e as todos que fomentam a divulgação das bandas, resenhas, notícias, web rádios, rádios.
HAH: Quais os planos da [maua] para este ano?
AC - Em primeiro lugar concluir as gravações desse novo álbum nesse primeiro semestre para em seguida divulgá-lo em vários lugares, e depois montar uma turnê.
HAH: André em nome de toda equipe Heavy And Hell gostaria de agradecer pelo tem cedido e o espaço final é seu.
AC - Queremos agradecer a vocês do Heavy And Hell pelo apoio ao Metal nacional e a lista de amigos que a [maua] vem conquistando: Renato Sanson, Rodrigo Balan, Alexandre (Sorocaba Metal), Clara Corleone, Jean (DieFight), Bem Ami Scopinho, Pierre Cortes, Marcos Garcia, Luiz Carlos Louzada, Fábio (Metal Death), Bob ( Resenha do Rock), Julio Feriato, Marco Fallador e todos os amigos das redes sociais. Desculpa se esquecemos de alguém!!!
Conheça mais a banda: Site Oficial | Facebook | Fan Page
Veja o clipe de “The Awake in the Beginning of the End”
Assessoria: METAL MEDIA
Entrevista por: Renato Sanson / Alexandre Ferreira
Edição & Revisão: Renato Sanson
Fotos: [maua]

1 comentários:

]maua[ melhor metal du mundu ! \m/

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More