19 de janeiro de 2016

Resenha - Banda: Dragonforce - CD/DVD: In The Line of Fire (2015 - Shinigami Records)

Resenha por: Renato Sanson


Os ingleses do Dragonforce surgiram bem no momento em que o Power Metal já estava bem saturado, dando sinais de fraqueza e sem novidade alguma. Não que o Dragonforce trouxesse algo novo, mas a sua velocidade e técnica apurada chamaram a atenção em “Valley of the Damned” (03 – disco de estreia), ainda mais que tinham em ZP Theart um vocalista que fugia do padrão Power/Melódico, que não usava agudos, mas sim mais drives, o que não deixava a sonoridade cansativa.

Não demora muito para irem ganhando seu espaço e a consolidação com os lançamentos de “Sonic Firestorm” (04) e “Inhuman Rampage” (06), porém o Dragonforce pode-se dizer que foi engolido pelo próprio monstro que tinham criado, pois a velocidade das composições eram cada vez mais altas assim como a técnica que acabou soando exagerada, mesmo sendo bons álbuns.

Então com o lançamento de “Ultra Beatdown” (10) o monstro os engoliu de vez. Sim o disco é rápido e altamente técnico, mas cansativo e repetitivo, o que fez com que o Dragonforce perdesse mais força, ainda mais com o anuncio da saída do vocalista ZP.


Sendo assim os ingleses precisavam urgentemente se reinventar e trazer uma nova voz, e eis que surge o novato Marc Hudson, que aposta nas notas altas e agudas. Já em 2012 “The Power Within” é lançado e Hudson se sai muito bem, casando com a sonoridade proposta, que pisou um pouco no freio e apostou em mais melodias, seguindo essa formula “Maximum Overload” é lançado em 2014, mas um pouco mais rápido e ainda mais melódico, o que casou com os agudos altos e potentes de Marc. Mas a pergunta que ficou é “como soaria essa salada mista ao vivo?”

Para responder essa pergunta o Dragonforce colocou no mercado o CD/DVD “In The Line of Fire”, que traz um show gravado no Loud Park no Japão em 2014. Falando do DVD em si, a performance ao vivo da banda é muito boa, assim como a presença de palco dos músicos, Herman Li e Sam Totman se divertem o tempo todo, demonstrando muita descontração e precisão, pois tocam suas guitarras na velocidade da luz. Acompanhando essa “vibe” inquieta o baixista Frédéric Leclercq não fica para trás e interage bastante, assim como o tecladista Vadim Pruzhanov que ajuda nos backing vocals e tem uma presença um tanto particular que soa bem estranha. Marc é um legitimo vocalista de Power/Melódico, uma presença forte e marcante, mesmo mostrando certa insegurança em alguns momentos, mas soando com ótima postura e prendendo a atenção dos fãs. Já o baterista Gee Anzalone mostra grande domínio do instrumento e também ajuda nos backing vocals que soam muito bem ao vivo.

O DVD também conta com diversos bônus que são apresentados entre uma música e outra, desde a chegada no Japão, a gostos pessoais de cada um, sobre a turnê e etc... Sendo um material bem completo e atrativo.

O áudio do CD/DVD soa extremamente limpo, mas com a presença da plateia bem aguçada, o que deixou o trabalho em um saldo satisfatório. Instrumentalmente “In The Line of Fire” soa quase impecável, pois alguns exageros são perceptíveis nas guitarras, mas tenho que ressaltar o quanto Marc Hudson soa exagerado ao vivo. Tudo bem que o moço tem uma bela voz e preza pelos agudos, mas quando usados em demasia se torna cansativo, ainda mais em músicas que não tem tal recurso, como é o caso de “Fury of the Storm”, “Black Winter Night” ou “Through The Fire And Flames”, onde Marc pareceu ter uma necessidade de mostrar o quanto é superior ao antigo vocalista, mas infelizmente não soou agradável.

Já nas composições que o mesmo gravou como “Cry Thunder”, “Three Hammers”, Seasons” e até no cover de “Ring Of Fire” do Johnny Cash Hudson se sai melhor, mesmo que exagere em algum momento ou outro.

A parte gráfica do material é muito bem feita, méritos do artista brasileiro Caio Caldas, além de ter um encarte repleto de fotos e informações pertinentes ao lançamento.

O Dragonforce tem tudo para recuperar o seu prestigio, e já vem mostrando isso em seus últimos lançamentos que mesmo não perdendo sua essência resolveu mudar e apostar em novos rumos. Já ao vivo a banda não decepciona, mas precisa corrigir rapidamente certos exageros.


Links de acesso:




DVD Live Concert:
01. Fury of the Storm
02. Three Hammers
03. Black Winter Night
04. Seasons
05. Tomorrow’s Kings
06. Symphony of the Night
07. Cry Thunder
08. Ring of Fire
09. Through the Fire and Flames
10. Valley of the Damned

Including special insight into the DragonForce Maximum Overload World Tour
01. Backstage
02. Behind the Scenes
03. Off Tour Footage

Compact Disc:
01. Fury of the Storm
02. Three Hammers
03. Black Winter Night
04. Seasons
05. Tomorrow’s Kings
06. Symphony of the Night
07. Cry Thunder
08. Ring of Fire
09. Through the Fire and Flames
10. Valley of the Damned
11. Defenders (CD Bonus Track)

Formação:
Marc Hudson (Vocal)
Herman Li (Guitarra/Backing Vocals)
Sam Totman (Guitarra/Backing Vocal)
Frédéric Leclercq (Baixo/Backing vocals
Vadim Pruzhanov (Teclado/Teremim/Backing vocals)
Gee Anzalone (Bateria/Backing Vocals)


0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More